Secretaria confirma que investiga caso de febre amarela em Poços, MG

15.02.2017

Mais cedo, secretário chegou a dizer que quadro era pneumonia. Homem de 28 anos está internado na Santa Casa da cidade.

A Secretaria de Saúde de Poços de Caldas (MG) confirmou na tarde desta terça-feira (14) que investiga um caso suspeito de febre amarela em um homem de 28 anos, que está internado na Santa Casa da cidade desde sábado (11). Na segunda-feira (13), o secretário de Saúde, Carlos Mosconi, havia informado por telefone que o rapaz foi diagnosticado com pneumonia. No entanto, conforme o secretário confirmou por telefone ao G1, ele confundiu o paciente com outro, que também está internado no hospital.


Conforme a Secretaria de Saúde do município, todos os procedimentos foram tomados de acordo com o protocolo de febre amarela do Ministério da Saúde. Foi recolhido material para análise junto à Fundação Osvaldo cruz, a Fiocruz, em Belo Horizonte (MG). O resultado dos exames deverá ficar pronto em 15 dias.


A Secretaria Estadual de Saúde confirmou na semana passada que um macaco encontrado morto na cidade morreu em decorrência do vírus da febre amarela.


Macaco atropelado
O último macaco que foi encontrado morto em Varginha, no fim de semana, pode ter sido atropelado. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, o macaco achado no último sábado no Parque Mariela estava sem condições de análise e não foi enviado para nenhum laboratório. No entanto, os veterinários do Departamento de Zoonoses da prefeitura constataram que o macaco apresentava fratura no crânico, muito provavelmente, por causa do atropelamento.

 

Macacos na região
A Secretaria de Saúde de Minas Gerais confirmou que as mortes de três macacos estão sendo investigadas no Sul de Minas por conta da febre amarela. Conforme a informação divulgada no último boletim diário sobre a doença, estão sendo investigadas mortes em Lavras (MG), Três Pontas (MG) e Varginha. O relatório também confirmou que um macaco encontrado morto em Poços de Caldas (MG) realmente morreu por conta da doença.


Além desses casos, o relatório confirma que há rumores de primatas mortos em mais nove cidades do Sul de Minas, no entanto, os casos não evoluíram para investigação. Há rumores nos municípios de Campestre, Claraval, Andradas, Caldas, Ibitiúra de Minas, Ouro Fino, Campanha, Santa Rita de Caldas, Toledo, Cana Verde e Perdões.


Neste domingo (12), a Secretaria de Saúde de Caldas confirmou que mais um macaco foi encontrado morto na zona rural do município. O animal foi achado por moradores em uma mata próximo ao Distrito Laranjeiras. Segundo a secretária Mayra Santos de Souza, o corpo do animal estava em perfeitas condições, sem nenhuma lesão aparente, sendo possível fazer a análise das vísceras para identificar o vírus da febre amarela.


Por enquanto, foram confirmados quatro casos de febre amarela no Sul de Minas, todos em Delfinópolis (MG). Também foram confirmadas pela secretaria três mortes no município por conta da doença. Uma outra morte foi confirmada pela Secretaria de Estado de São Paulo.


Foto: Rede Globo

Compartilhar

Fonte - G1 Sul de Minas

Solicitar Musica

UF

MG

  • AC

  • AL

  • AP

  • AM

  • BA

  • CE

  • DF

  • ES

  • GO

  • MA

  • MT

  • MS

  • MG

  • PA

  • PB

  • PR

  • PE

  • PI

  • RJ

  • RN

  • RS

  • RO

  • RR

  • SC

  • SP

  • SE

  • TO