Comissão defende construção de prédios de até 14 metros no centro de Muzambinho

14.04.2015

Presidente da Comissão de Obras da Câmara, Vereador Osmar de Lima Marques, foi entrevistado no dia 11 de abril e falou sobre o projeto de emenda ao Plano Diretor.

O Vereador Osmar de Lima Marques (PMDB), Presidente da Comissão de Obras da Câmara de Muzambinho (MG) foi entrevistado durante o programa Bom Dia Atividade Especial do último sábado, dia 11 de abril, e falou sobre o projeto de emenda ao Plano Diretor de Muzambinho que pretende viabilizar a construção de prédios mais altos no centro da cidade, uma vez que com o texto atual, a lei proíbe construções de mais de dois pavimentos no perímetro central, que engloba não só a Avenida Doutor Américo Luz, como também as ruas Tiradentes, Sete de Setembro, Capitão Heleodoro Mariano, Raul Soares, João Pinheiro, Praça Pedro de Alcântara Magalhães e todas as perpendiculares.

 

Presidente da Comissão de Obras da Câmara, Vereador Osmar de Lima Marques. Foto: Câmara Municipal

 

O vereador comentou que a audiência pública ocorrida para debater a questão e considerou que o encontro foi válido por reunir diversos setores da sociedade interessados no tema, como os profissionais de engenharia e arquitetura, os empreendedores e os pedreiros e mestres de obras.

 

Osmar de Lima Marques detalhou as propostas em torno do Plano Diretor, salientando que o que está em discussão é apenas um dos artigos, que é o que diz respeito à altura dos prédios no Centro da Cidade. Há uma emenda, assinada pelos vereadores Cleber Marcon, Daniel Ferraz, Lucas Machado, Silene Cerávolo, João Poscidônio, José Donizete Otávio, Nilson Bortoloti e o próprio Osmar. Nesta proposta, a ideia é permitir prédio de até 14 metros de altura. Já o vereador Reginaldo Esaú dos Santos apresentou uma nova proposta, com o apoio do colega João Batista Vasconcelos, para que se permita a construção de prédios de até 21 metros de altura. O Vereador Cristiano de Almeida, por diversas vezes, já manifestou sua posição de apoio à manutenção do dispositivo legal tal como está, limitando a altura dos prédios em sete metros.

 

O vereador falou sobre o parecer técnico expedido pelo COIDEM,  Comissão de Implantação do Plano Diretor Participativo e Desenvolvimento do Município de Muzambinho, reconstituído pela atual gestão para tratar do tema. Segundo o órgão, formado por profissionais de engenharia e representantes de setores da sociedade, é viável a alteração no Plano Diretor para a permissão de prédios de até 14 metros de altura na área central. O mesmo órgão deu parecer contrário à proposta de emenda do vereador Reginaldo Esaú, que estabelece 21 metros de altura para as edificações.

Compartilhar

Fonte - Redação Atividade FM Autor - Evandro Moreira

Solicitar Musica

UF

MG

  • AC

  • AL

  • AP

  • AM

  • BA

  • CE

  • DF

  • ES

  • GO

  • MA

  • MT

  • MS

  • MG

  • PA

  • PB

  • PR

  • PE

  • PI

  • RJ

  • RN

  • RS

  • RO

  • RR

  • SC

  • SP

  • SE

  • TO