Ao Vivo com a Atividade FM

Ouvir Ao Vivo
Atividade By NightAté as 00:00
Participe! (35) 3571 4383

Notícias

Justiça determina que índios da tribo Kiriri desocupem terras em Caldas, MG

Justiça determina que índios da tribo Kiriri desocupem terras em Caldas, MG
Sul de Minas 14/04/2018

Ação de despejo na Justiça é movida pela Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg), que afirma ser a dona da área.

 

Índios da tribo Kiriri, em Caldas (MG), têm até domingo (15) para deixar as terras próximas ao Rio Verde que pertencem ao Governo do Estado. A ação de despejo na Justiça é movida pela Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg), que afirma ser a dona da área.

 

A tribo veio do interior da Bahia e ocupou uma área de 60 hectares no bairro Rio Verde, na zona rural do município. De lá pra cá, os índios construíram nove casas e passaram a produzir vários produtos.

 

Agora a Uemg afirma que pretende construir um campus universitário no local e, por isso, entrou com a ação. Com isso, a Justiça determinou a reintegração de posse e deu um prazo para que os índios deixem as terras.

 

A lei estadual 15.269, de 2004, transferiu a área do Estado para que a Uemg pudesse construir o novo campus. A lei diz ainda que o imóvel voltaria para o Estado caso a universidade não construísse o campus em até três anos. Mesmo assim, a Uemg afirma na ação que é proprietária das terras e que a área foi invadida pelos índios de forma ilegal, injusta, violenta e clandestinamente.


O juiz Willian Matheus Fogaça de Moraes, da vara da Justiça Federal em Poços de Caldas, já havia determinado em junho do ano passado a reintegração de posse, autorizando inclusive o auxílio de força policial se necessário. O cacique diz que a Funai (Fundação Nacional do Índio) recorreu, mas agora o novo prazo vence no próximo domingo.

 

“Essa liminar chegou nessa semana agora, na quinta-feira. Diz que a gente tem que desocupar até no domingo. Estamos aí esperando, aguardando, até a hora deles virem retirar a gente”, diz o cacique Adenílson de França Santos.

 

Moradores do Bairro Rio Verde já tinham feito até um abaixo assinado pedindo melhorias para a aldeia. Os índios ainda não sabem pra onde vão caso a reintegração de posse aconteça.

 

“A gente está lutando ainda. E eu tenho certeza que nós vamos vencer”, completa o cacique.

 

A Funai afirmou que vai cumprir a decisão judicial, mas que já está articulando junto ao Governo do Estado formas de garantir assistência e também outro lugar para os índios. A fundação disse ainda que uma equipe irá até Caldas neste sábado (14). A Uemg ainda não se pronunciou sobre o caso.


Foto: Reprodução EPTV

ver todas notícias Fonte: G1 Sul de Minas
Ir para o topo

Contato

35 3571 4383
35 3571 1056
contato@fmatividade.com.br
Av. Afonso Pena, 412
Centro - Muzambinho, MG
CEP 37890-000

Facebook

2018 - Rádio Atividade FM 99,1