Jota Maria

Ao Vivo com Jota Maria

Ouvir Ao Vivo
Noite SertanejaAté as 22:00
Participe! (35) 3571 4383

Notícias

Após ataques a bancos, moradores sofrem com falta de agências em Jacuí, MG

Após ataques a bancos, moradores sofrem com falta de agências em Jacuí, MG
Regionais 02/12/2017

Segundo associação, vendas caíram 40% no município; população precisa ir à cidade vizinha para sacar dinheiro ou pagar contas.

Moradores de Jacuí (MG) estão com dificuldades no acesso a serviços bancários. Os transtornos começaram em maio, quando o Banco do Brasil e o banco Sicoob, que atendiam a maioria da população, foram atacados por criminosos. Desde então, o atendimento não foi completamente restabelecido.


Com isso, a maioria dos moradores de Jacuí não tem aonde sacar dinheiro e, de acordo com a associação comercial, muitos lojistas têm sido prejudicados.


"As vendas aqui caíram em torno de 40% a 60% em alguns comércios, principalmente nós aqui da área agrícola que dependemos muito do Banco do Brasil através de linha de crédito. Então, o produtor não vem fazer linha de crédito. Com isso, ele não vem fazer pagamento para nós. Está tudo parado por enquanto", afirma o presidente da associação comercial do município, Antônio Carlos Rezende.

 

 

Preocupados com as vendas do final de ano, comerciantes e os moradores foram até o banco protestar. "Pedimos uma urgente providência da diretoria do Banco do Brasil e queremos uma resposta. Não podemos viver nessa situação".diz o comerciante Antonio Batista Naser.


Para pagar boletos ou receber o pagamento, os moradores têm tido que ir até a cidade mais próxima, que é São Sebastião do Paraíso (MG). São cerca de 30 km pra ir e 30 pra voltar.

 

"O pessoal está com muito medo de estar indo até Paraíso, porque são 32 km, para estar indo buscar o dinheiro, sacar o dinheiro no caixa e estar voltando para Jacuí", diz secretaria Suzamar Martins.


O Banco do Brasil informou que já houve uma análise técnica que apontou para a viabilidade da manutenção da agência bancária em Jacuí. Segundo a instituição, o processo de recomposição está em andamento, mas ainda é oneroso e sujeito à legislação específica voltada para empresas estatais. Por enquanto não há uma data para o retorno do funcionamento normal do banco na cidade.

 

Foto: Reprodução EPTV

ver todas notícias Fonte: G1 Sul de Minas

Galeria da Notícia

Próximos eventos

ver todos
Ir para o topo

Contato

35 3571 4383
35 3571 1056
contato@fmatividade.com.br
Av. Afonso Pena, 412
Centro - Muzambinho, MG
CEP 37890-000

Top 1 do Mês

Música

VídeoClip

Facebook

2017 - Rádio Atividade FM 99,1